“TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu; Porquanto há uma
hora certa e também uma maneira certa de agir para cada situação” (Eclesiastes 3:1 e 8:6)

Alguma vez você já desejou que seu dia tivesse 30 horas, em vez de 24? Essas horas extras seriam para aliviar a imensa pressão que pesa sobre nossos ombros, não é? É comum deixarmos atrás um rastro de tarefas inacabadas. Precisamos desesperadamente atenuar a pressão que paira sobre nós. Será que 30 horas resolveriam nosso problema? Será que não ficaríamos frustrados, da mesma forma, preenchendo essas 6 horas a mais e caindo na mesma armadilha?

Vamos olhar ao nosso redor. A tarefa de uma mãe nunca ternima. Acontece o mesmo com a dona de casa, com o professor, ministro, empresário, estudante, seja quem for. Mais horas no dia não seriam suficientes para cumprirmos todas as nossas obrigações e planos.
Passamos a viver nos submetendo ao urgente, abraçando um estilo de vida cada dia mais intenso, nos esforçando mais, sem tanta alegria em cumprir nossos compromissos.

Meditando sobre a vida e ministério de Jesus podemos ver como as multidões o apertavam, estranhos disputavam para tocar em suas vestes, pessoas com grande necessidades perturbavam seu sono e interrompiam, seu ensino.
Apenar disso, ele não se apressava. Em apenas um dia, Jesus encorajou os discípulos, curou doentes, ensinou a multidão, alimentou mais de cinco mil pessoas e ajudou um amigo que enfrentou uma tempestade no mar.

Depois de tudo isso, ele ainda reservou um tempo para estar a sós com Deus (João 6:1-24).

Ao final de três anos de ministério, ele pôde dizer ao seu Pai que o trabalho para o qual fora
enviado estava terminando.

Em meio à nossa correria, devemos, enquanto é tempo:

  • Parar e avaliar a qualidade de tempo de nossa vida.
  • Pedir a Deus que nos mostre Suas prioridades para nossa vida neste momento.
  • Estar abertos a mudanças drásticas.
  • Reservar tempo para estar a sós como o Pai.

Se amarmos ao Senhor nosso Deus de todo coração e seguirmos suas orientações práticas teremos as perspectivas corretas para tomarmos desições em nossa própria vida, se sermos bons mordomos do tempo precioso, que passa tão depressa por nossas mãos.

Pense nisso:

Quando nos detemos para avaliar friamente, compreendemos que o nosso problema não é a escassez de tempo, mas sim prioridades erradas”

 Fonte: Jaime Kemp - Devocionais para casais

Artigos Relacionados

Os Primeiros Cristãos Praticaram o Batismo de Bebês? Os Primeiros Cristãos Praticaram o Batismo de Bebês?
O Novo Testamento sempre apresenta a fé em Jesus Cristo e o arrependimento de pecados como condições necessárias para a ordenança do batismo. Al...
O Decreto de Nazaré: Uma Evidência Histórica para a Ressurreição de Jesus? O Decreto de Nazaré: Uma Evidência Histórica para a Ressurreição de Jesus?
No ano de 1878 descobriu-se na cidade de Nazaré, em Israel, uma placa de mármore branco, contendo um decreto do imperador romano Cláudio, o qual...
O Mito de Thor É Baseado em Jesus? O Mito de Thor É Baseado em Jesus?
Na batalha final da última guerra entre o bem e o mal, o Filho do Deus-Pai derrotará o mal na forma de uma serpente, mas, ao fazê-lo, abandonará a...
Mateus 5:17-18 Ensina que Jesus Aboliu a Lei? Mateus 5:17-18 Ensina que Jesus Aboliu a Lei?
Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir. Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma...

Envie suas perguntas