James Gibbons (1834-1921) foi arcebispo e cardeal da Igreja Católica Apostólica Romana. Foi o segundo cardeal dos Estados Unidos da América. Ele serviu como Vigário Apostólico da Carolina do Norte de 1868 a 1872, Bispo de Richmond de 1872 a 1877, e como nono Arcebispo de Baltimore, de 1877 até sua morte em 1921. Ele participou em 1868 do Primeiro Concílio do Vaticano, onde votou a favor da definição do dogma da infalibilidade papal.

Em 1917, ele escreveu a obra intitulada “A Fé de Nossos Pais”, que se provou ser o mais popular trabalho de apologética católica escrito por um norte-americano. Transcrevo abaixo um interessante argumento desenvolvido pelo autor no livro, a favor da doutrina da Tradição católica:

“Uma regra de fé, ou um guia competente para o céu, deve ser capaz de instruir em todas as verdades necessárias para a salvação. Agora, as Escrituras por si só não contêm todas as verdades que um cristão é obrigado a acreditar, nem explicitamente ordenam todos os deveres que ele é obrigado a praticar. Para não mencionar outros exemplos, não é todo cristão obrigado a santificar o Domingo e abster-se nesse dia de trabalho servil desnecessário? Não está a observância desta lei entre os mais proeminentes dos nossos deveres sagrados? Mas você pode ler a Bíblia do Gênesis ao Apocalipse, e não encontrará uma única linha autorizando a santificação do Domingo. As Escrituras impõem a observância religiosa do Sábado, um dia que nós nunca santificamos.”

Artigos Relacionados

A Guarda do Sábado no Período da Reforma Protestante A Guarda do Sábado no Período da Reforma Protestante
Durante o período da Reforma Protestante, houve um grupo de cristãos que seguiu as implicações...
Mateus 24:20 e a Observância do Sábado Mateus 24:20 e a Observância do Sábado
Em Mateus 24, Jesus está respondendo perguntas dos apóstolos, a respeito de Sua segunda vinda e da...
Confissões Católicas sobre o Sábado e o Domingo Confissões Católicas sobre o Sábado e o Domingo
1) James Cardinal Gibbons, The Faith of our Fathers, 88. ed., p. 89. "Mas você pode ler a Bíblia de...
Os Valdenses e a Guarda do Sábado Os Valdenses e a Guarda do Sábado
Os primeiros Valdenses foram membros de um movimento de reforma na Europa, especificamente nas...

Gibbons francamente admite que a Bíblia não fornece qualquer suporte para a crença de que a observância do primeiro dia da semana substituiu a guarda do Sábado (Êxodo 20:8-11). Os cristãos que assim o fazem, estão na verdade seguindo uma tradição, e não um “Assim diz o Senhor”, com base na Palavra de Deus.

Se os cristãos não-católicos rejeitam a doutrina romana da Tradição e se apegam apenas à Bíblia como regra de fé e prática (“Sola Scriptura”), por que adoram a Cristo em um dia não especificado por Ele? Eis um desafio que deveria levar à reflexão de todos.

Leia também: Sábado: Santo Dia de Deus

Artigos Relacionados

Atos 20:7 Comprova que o Domingo é o Dia do Senhor? Atos 20:7 Comprova que o Domingo é o Dia do Senhor?
Atos dos Apóstolos 20:7 afirma: E no primeiro dia da semana, ajuntando-se os discípulos para...
Apocalipse 1:10 e o “Dia do Senhor” Apocalipse 1:10 e o “Dia do Senhor”
Eu fui arrebatado no Espírito no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de...
Confissões Protestantes sobre o Sábado e o Domingo Confissões Protestantes sobre o Sábado e o Domingo
Teólogos e pregadores Protestantes de um amplo espectro de denominações têm sido bastante sinceros...
Sábado: Um Dia com Relevância Ecológica Sábado: Um Dia com Relevância Ecológica
Na criação, a obra de Deus é selada com as palavras “Ele descansou” (Gênesis 2:3). Esta breve...