A doutrina mórmon sobre a igreja é um labirinto de confusão e contradição. De acordo com o ensinamento mórmon: “Quando Jesus Cristo viveu na mortalidade, Ele estabeleceu uma Igreja.” (Petersen 1974, 1) É alegado, no entanto:

“Após a chamada era apostólica, a Igreja gradualmente entrou em uma condição de apostasia, pela qual a sucessão no sacerdócio foi quebrada; e a Igreja, como uma organização terrena operando sob direção divina e tendo autoridade para oficiar as ordenanças espirituais, deixou de existir” (Talmage 1968, 18).

Assim, para remediar essa situação, Joseph Smith foi levantado por Deus para “levantar da obscuridade e das trevas, a única igreja verdadeira e viva sobre a face de toda a Terra.” (Doutrina e Convênios 1:30)

O Estabelecimento da Igreja

Os mórmons afirmam que a igreja foi estabelecida por Cristo quando Ele viveu “na mortalidade” (veja acima). Essa afirmação é errônea, no entanto, pois a igreja não foi estabelecida até o Pentecostes, dez dias depois da ascensão do Senhor ao céu a partir do reino da mortalidade (Mateus 16:18; Marcos 9:1; Atos dos Apóstolos 1:8; 2:4).

Por outro lado, o Livro de Mórmon tem “a igreja de Deus” existindo cerca de setenta e três anos antes do nascimento de Cristo (Alma 46:13-16). Compare isso com a afirmação de Lucas de que “os discípulos foram chamados cristãos pela primeira vez em Antioquia” (Atos dos Apóstolos 11:26).

A Perpetuidade da Igreja

Embora o mormonismo afirme que a igreja “deixou de existir” depois da era apostólica, a Bíblia ensina o contrário.

Quando Daniel predisse o estabelecimento do reino (igreja) nos dias do Império Romano, ele declarou que “nunca seria destruído” (Daniel 2:44).

No primeiro século Paulo anunciou que Deus seria glorificado “na igreja e em Cristo Jesus por todas as gerações para todo o sempre” (Efésios 3:21).

Aqueles primeiros recebedores da graça de Deus estavam em processo de receber um reino “que não pode ser abalado” (Hebreus 12:28).

Onde quer que o Evangelho exista, a igreja pode existir, pois a Palavra é a semente do reino (Lucas 8:11). Mas o Evangelho é “eterno” (Apocalipse 14 6): “A palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra das boas novas que foi pregada a vós” (1 Pedro 1:25).

Certamente foi profetizado que “alguns” se afastariam da fé (1 Timóteo 4:1), mas isso não indica que todos iriam.

A igreja perseguida da era pós-apostólica não deixou de existir; antes, ela “fugiu para o deserto, onde tinha um lugar preparado por Deus” (Apocalipse 12:6). Lembre-se, nos dias de Elias, Jeová teve sete mil que não se curvaram a Baal, embora o profeta não soubesse deles. Um exame estudioso de documentos históricos revela vários grupos de cristãos genuínos na obscuridade da antiguidade (ver Grimm nd).

A Chamada “Igreja Restaurada”

Joseph Smith não restaurou nada. Ele fundou a Igreja Mórmon. “No dia 6 de abril de 1830, seis homens se encontraram na casa de Peter Whitmer, Sr., em Fayette, Nova York, e estabeleceram formalmente a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias” (Temple Square in Salt Lake, 17). Antes desta época, a religião mórmon é um perfeito estranho para toda a literatura, tanto sagrada quanto profana.

Como é um princípio indiscutível que nenhuma estrutura é mais forte do que sua fundação, um exame da base defeituosa do movimento dos santos dos últimos dias é um comentário sobre o sistema corrupto como um todo.

Os escritores mórmons reconhecem: “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem como base as revelações que ele [Joseph Smith] recebeu, as verdades sagradas que ensinou e a autoridade do sacerdócio restaurada por meio dele” ( Joseph Smith Conta a Sua História, nd, 24).

As Revelações de Joseph Smith

Se a restauração da Igreja SUD estiver baseada nas revelações de Joseph Smith, estará em sérios apuros. Por exemplo:

Smith profetizou que o conflito da Guerra Civil entre os estados do norte e do sul seria tão intenso que “a guerra será derramada sobre todas as nações” (Doutrina e Convênios 87:1-3). Não ocorreu!

Em 14 de fevereiro de 1835 ele previu, a respeito da “vinda do Senhor”, que em “cinquenta e seis anos deveria terminar” (Roberts 1902, 182). Não ocorreu!

Ele sugeriu que o Templo Mórmon seria erigido em Independence, Missouri (Doutrina e Convênios 57:1-3). Essa “profecia” também falhou.

Pelo critério de Deuteronômio 18:21-22, Joseph Smith Jr. era um falso profeta.

Ensinamentos de Smith

Muitos dos ensinamentos de Joseph Smith eram moral e religiosamente corruptos. Em Pérola de Grande Valor, Smith tem Adão e Eva exultantes com o fato de que eles caíram em transgressão para que pudessem conhecer a alegria da redenção (Moisés 5:10-11).

Também, enquanto o Livro de Mórmon afirma que Deus aprova apenas “uma só esposa”, e a poligamia é caracterizada como prostituição, pecado etc. (Jacó 2:27; 3:5; 1:15; 2:23-24; Mosias 11:2), Joseph Smith recebeu a “revelação” do casamento plural como “um novo e eterno convênio” que não poderia ser rejeitado sem a penalidade da condenação (Doutrina e Convênios 132:3-4).

Estas são apenas uma amostra dos ensinamentos degenerados do “profeta” do mormonismo.

Um sacerdócio restaurado?

O significado do sacerdócio para os mórmons é revelado nas palavras do escritor mórmon Mark E. Petersen: “Sem um ministério divinamente aprovado, não pode haver Igreja de Deus na Terra” (Ibid., 15). Há dois sacerdócios na Igreja SUD (“santos dos últimos dias”), dos quais toda autoridade resulta - o de Melquisedeque e o de Aarão (Doutrina e Convênios 107:1-3, 5). Seus conceitos sobre ambos são totalmente falsos.

Nenhum Sacerdócio Aarônico Hoje

Não pode haver sacerdócio Aarônico hoje pois:

Esse sacerdócio era uma parte da lei de Moisés, que foi permanentemente “tirada” pela morte de Cristo (Colossenses 2:14). (Nota: o grego erken, no tempo perfeito, denota a abolição permanente da lei de Moisés [Robertson 1930, 494].)

Somente os descendentes de Levi poderiam administrar aquelas funções sacerdotais aarônicas (Hebreus 7:5) e, como todos os registros tribais foram destruídos em 70 d.C., uma determinação de linhagem é impossível.

O Sacerdócio de Cristo

O sacerdócio de Cristo “segundo a ordem de Melquisedeque” era uma “semelhança” antitípica (Hebreus 7:15) do primeiro. É celestial, não terreno, em sua natureza (6:20). E é “imutável” (7:24), cujo significado é “perpétuo, falando do sacerdócio de Cristo como permanecendo inviolado, nunca passando dEle para outro” (Robinson 1855, 68).

Que os cristãos genuínos são “sacerdotes” em um sentido espiritual, nós não negamos (1 Pedro 2:5; Apocalipse 1:6), mas não existe nenhum sacerdócio terreno e físico autorizado por Deus hoje.

Conclusão

Pelo exposto, é evidente que a Igreja Mórmon não é “A Igreja de Jesus Cristo”, nem é composta de “santos”. Pelo contrário, é uma seita fundada nas ilusões de Joseph Smith e outros.

É nossa oração devota que mórmons sinceros examinem facilmente as evidências, renunciem a esse falso sistema e, em verdadeira obediência, voltem-se para o Senhor.


Traduzido por Fabricio Luís Lovato a partir de Is the Mormon Church the Restored Church? <https://www.christiancourier.com/articles/204-is-the-mormon-church-the-restored-church>.

Artigos Relacionados

O “Bode para Azazel” do Dia da Expiação: Símbolo de Cristo ou de Satanás? O “Bode para Azazel” do Dia da Expiação: Símbolo de Cristo ou de Satanás?
Para os judeus do Antigo Testamento, um dos dias mais importantes do ano era a celebração do Dia da Expiação, cujos regulamentos estão explicados...
O Mito de Thor É Baseado em Jesus? O Mito de Thor É Baseado em Jesus?
Na batalha final da última guerra entre o bem e o mal, o Filho do Deus-Pai derrotará o mal na forma de uma serpente, mas, ao fazê-lo, abandonará a...
O Livro de Mórmon Passa no Teste? O Livro de Mórmon Passa no Teste?
O Livro de Mórmon é de Deus? Os quatro milhões de membros [Nota do Tradutor: Já são mais de 16 milhões] da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos...
A “Conexão Mórmon”: Ellen White Plagiou de Joseph Smith? A “Conexão Mórmon”: Ellen White Plagiou de Joseph Smith?
Alguns Adventistas recuariam horrorizados ao ouvir que várias das visões e profecias de Ellen White se baseiam nos escritos de Joseph Smith. Mas...