Símbolo do Islã

GRÃ-BRETANHA (*) - O número de cristãos praticantes na Grã-Bretanha tem caído tanto que dentro de uma geração será inferior ao dos muçulmanos praticantes, revelou um relatório sobre as tendências religiosas divulgado na última quinta-feira em Londres.

Em 2050, a Grã-Bretanha terá 2.660.000 muçulmanos praticantes, número três vezes maior que o de cristãos praticantes, revela o estudo da Christian Research que tem o título "Tendências Religiosas".

O estudo, baseado no comparecimento a todas as igrejas ou templos religiosos na Grã-Bretanha, explica que atualmente quase quatro milhões de pessoas vão pelo menos uma vez ao mês à Igreja, seja anglicana, católica ou de outras denominações, e que este número cairá a 899.000 em uma geração.

Muçulmanos crescem

Do outro lado, o número de muçulmanos que comparecem a uma mesquita aumentará de um milhão atualmente a 1,96 milhão em 2035, destaca o documento sobre as práticas religiosas na Grã-Bretanha.

Para as igrejas, esta queda na assistência significa que as mesmas "não serão viáveis financeiramente", acrescenta o estudo.

"A falta de recursos arrecadados para apoiar a infraestrutura das igrejas obrigará o fechamento de muitas delas", diz o relatório, que calcula que cerca de 4.000 igrejas poderão fechar suas portas no Reino Unido até 2020, caso o número de cristãos praticantes continue caindo.

Dados recentes da Igreja Anglicana indicam que menos de um milhão de pessoas frequentam as igrejas aos domingos.

Assista ao vídeo: Mundo Muçulmano

Praticantes

Segundo as últimas estatísticas, 1,6 milhão de muçulmanos vivem no Reino Unido, comparado aos 41 milhões de cristãos. Contudo, os especialistas concordam em assinalar que os muçulmanos são mais praticantes em sua religião.

O censo de 2001, que é o mais recente, indica que mais da metade dos muçulmanos respondeu que rezava diariamente, comparado com 6,3% dos cristãos que indicam que vão à igreja uma vez por semana.

A Igreja da Inglaterra criticou a pesquisa, afirmando que contêm falhas metodológicas e que suas conclusões dão margem a "interpretações perigosas".

"Estudos simplistas como este conduzem a erros e não ajudam", afirmou um porta-voz da Igreja da Inglaterra, citado pelo jornal "Daily Telegraph".


* Este país não se enquadra entre os 50 mais intolerantes ao cristianismo.

Testemunhando para os Muçulmanos

Primeiro, seja um amigo. A cultura Muçulmana dá grande importância a amizade e ao tempo gasto em visitas a amigos. Muitos Muçulmanos não têm tido a oportunidade para desenvolver uma amizade próxima com os Cristãos. 

Oração por seus amigos Muçulmanos. Apenas se Deus trabalhar em suas vidas eles irão se abrir para seguir a Cristo.

Convide-os para irem a sua casa. Os Muçulmanos dão muita importância e valorizam a hospitalidade. Você não deixará um lar Muçulmano sem que lhe seja oferecido alguma coisa para beber, não importa a duração de sua visita. Faça a mesma coisa com seu amigo Muçulmano que vier lhe visitar. Procure saber com antecedência acerca de qualquer restrição na dieta de seu amigo. Lembre-se que seu visitante Muçulmano não come carne de porco e nem faz de uso de bebidas alcoólicas.  

Seja sensível aos valores morais do Islamismo. Na cultura Muçulmana, a amizade entre um homem e uma mulher que não são parentes é raro. O seu testumunho será mais eficaz com Muçulmanos do seu mesmo sexo. Vista-se com moderação, seja também moderado no comportamento, assim você estará construindo uma amizade duradoura, porque os Muçulmanos de maneira geral, vêem os Ocidentais como imorais. Mas não sabem que o comportamento típico dos Cristãos é bem diferente.         

Aprenda sobre em que se baseia a fé deles. Procure ler livros e artigos sobre a fé Islâmica. Existem bons livros escritos por autores evangélicos.

Ouça com atenção e busque aprender tudo sobre eles. Pergunte sobre sua terra natal, seus costumes e sua religião - e escute com atenção com a mesma franqueza que você espera deles. Lembre-se que os Muçulmanos, como os Cristãos, podem variar em sua maneira individual de crer e praticar sua fé. Pergunte seu novo(a) amigo(a) o que sua religião significa pessoalmente para ele(a).     

Receba com prazer uma discussão honesta e aberta sobre as diferenças entre suas religiões. Muitos Muçulmanos gostam de discutir sobre suas crenças e também sobre as diferenças entre outras religiões. Mas lembre-se que colocar o Islamismo em posição inferior não deve ser seu objetivo. Em vez disto, compartilhe as doutrinas básicas da fé Cristã, especialmente o papel de Jesus como a garantia da sua salvação e que através Dele há o estabelecimento de uma relação pessoal com Deus. 

 

Artigos Relacionados

Classificação de países por perseguição ao cristianismo 2010 Classificação de países por perseguição ao cristianismo 2010
O que é a Classificação de países por perseguição É uma lista na qual os países são classificados segundo o grau de intolerância para com o...
Religiões do Mundo Religiões do Mundo
  As maiores religiões do mundo podem ser classificadas em um número menor de grupos maiores ou religiões mundiais. De acordo com uma pesquisa...

Graça Maior - Daily Telegraph, . Disponível em: https://gracamaior.com.br/estudos/islamismo/220-o-mundo-muculmano.html. Acesso em 21 Agosto 2017.