1) James Cardinal Gibbons, The Faith of our Fathers, 88. ed., p. 89.

"Mas você pode ler a Bíblia de Gênesis a Apocalipse e não encontrará uma única linha que autorize a santificação do domingo. As Escrituras reforçam a observância religiosa do sábado, um dia que nunca santificamos."

 

2) Stephen Keenan, A Doctrinal Catechism 3. ed., p. 174.

"Pergunta: Você tem outra maneira de provar que a Igreja tem poder para instituir festivais de preceito?

"Resposta: Se ela não tivesse esse poder, ela não poderia ter feito aquilo em que todos os religiosos modernos concordam com ela - ela não poderia ter substituído a observância do sábado, sétimo dia da semana, pela observância do domingo, primeiro dia, uma mudança para a qual não há autoridade bíblica."

 

3) John Laux, A Course in Religion for Catholic High Schools and Academies (1936), vol. 1, p. 51.

"Alguns teólogos sustentaram que Deus também determinou diretamente o domingo como o dia de adoração na Nova Lei, que Ele mesmo substituiu explicitamente o domingo pelo sábado. Mas essa teoria agora está totalmente abandonada. Atualmente, é comumente mantido que Deus simplesmente deu à Sua Igreja o poder de anular qualquer dia ou estabelecer dias que ela considerasse adequados como Dias Santos. A Igreja escolheu o domingo, o primeiro dia da semana e, com o passar do tempo, acrescentou outros dias como dias santos."

4) Daniel Ferres, ed., Manual of Christian Doctrine (1916), p. 67.

"Pergunta: Como provar que a Igreja tem poder para ordenar festas e dias santos?

"Resposta. Pelo próprio ato de transformar o sábado em domingo, que os protestantes aceitam, e, portanto, eles se contradizem, mantendo o domingo estritamente e violando a maioria das outras festas comandadas pela mesma Igreja."

 

5) James Cardinal Gibbons, Arcebispo de Baltimore (1877-1921), em uma carta assinada.

"O sábado é o sétimo dia, de acordo com a Bíblia e os dez mandamentos? Respondo que sim. O domingo é o primeiro dia da semana e a Igreja mudou o sétimo dia - sábado - para o domingo, o primeiro dia? Respondo que sim. Cristo mudou o dia? Eu respondo que não!

Atenciosamente, J. Card. Gibbons."

 

6) The Catholic Mirror, publicação oficial de James Cardinal Gibbons, 23 de setembro de 1893.

"A Igreja Católica (...) em virtude de sua missão divina, mudou o dia de sábado para domingo."

 

7) Catholic Virginian, 3 de outubro de 1947, p. 9, art. "To Tell You the Truth."

"Por exemplo, em nenhum lugar da Bíblia encontramos que Cristo ou os apóstolos ordenaram que o sábado fosse mudado do sábado para domingo. Temos o mandamento de Deus dado a Moisés para santificar o dia de sábado, que é o sétimo dia da semana, sábado. Hoje, a maioria dos cristãos mantém o domingo porque isso nos foi revelado pela igreja [católica romana] fora da Bíblia."

 

8) Peter Geiermann, C.S.S.R., The Converts Catechism of Catholic Doctrine (1957), p. 50.

"Pergunta: Qual é o dia de descanso?

"Resposta: Sábado é o dia de descanso.

Artigos Relacionados

A Guarda do Sábado no Período da Reforma Protestante A Guarda do Sábado no Período da Reforma Protestante
Durante o período da Reforma Protestante, houve um grupo de cristãos que seguiu as implicações...
A Origem do Papado A Origem do Papado
O Catecismo da Igreja Católica declara: “O Pontífice Romano, em razão de seu cargo de Vigário de...
Mateus 24:20 e a Observância do Sábado Mateus 24:20 e a Observância do Sábado
Em Mateus 24, Jesus está respondendo perguntas dos apóstolos, a respeito de Sua segunda vinda e da...
Adições de Ellen White à Bíblia Adições de Ellen White à Bíblia
Nota do Tradutor: No artigo anterior, Mais de 50 Contradições entre Ellen White e a Bíblia, dezenas...

"Pergunta: Por que observamos o domingo em vez do sábado?

"Resposta. Observamos o domingo em vez do sábado, porque a Igreja Católica transferiu a solenidade do sábado para o domingo."

 

9) Martin J. Scott, Things Catholics Are Asked About (1927), p. 136.

"Em nenhum lugar da Bíblia se afirma que a adoração deve ser mudada do sábado para o domingo ... Agora, a Igreja ... instituiu, pela autoridade de Deus, o domingo como o dia de adoração. Essa mesma igreja, pela mesma autoridade divina, ensinou a doutrina do purgatório muito antes de a Bíblia ser feita. Temos, portanto, a mesma autoridade para o purgatório que temos para o domingo."

 

10) Peter R. Kraemer, Catholic Church Extension Society (1975), Chicago, Illinois.

"Com relação à mudança da observância do sábado judaico para o domingo cristão, desejo chamar sua atenção para os fatos:

"1) Que os protestantes, que aceitam a Bíblia como a única regra de fé e religião, devem voltar por todos os meios à observância do sábado. O fato de que eles não o fazem, mas pelo contrário observam o domingo, lhes faz parecer tolos aos olhos de todo homem que pensa.

"2) Nós católicos não aceitamos a Bíblia como a única regra de fé. Além da Bíblia, temos a Igreja viva, a autoridade da Igreja, como regra para nos guiar. Dizemos que esta Igreja, instituída por Cristo para ensinar e guiar o homem pela vida, tem o direito de mudar as leis cerimoniais do Antigo Testamento e, portanto, aceitamos a mudança do sábado para o domingo.Falamos sinceramente que sim, a Igreja fez essa mudança, fez essa lei, como fez muitas outras leis, por exemplo, a abstinência de sexta-feira, o sacerdócio não casado, as leis relativas a casamentos mistos, a regulamentação de casamentos católicos e milhares de outras leis.

"É sempre um tanto ridículo ver as igrejas protestantes, no púlpito e na legislação, exigir a observância do domingo, da qual não há nada na Bíblia."

 

11) T. Enright, CSSR, em uma palestra em Hartford, Kansas, em 18 de fevereiro de 1884.

"Eu ofereci repetidamente US$ 1.000 a qualquer pessoa que possa me provar apenas a partir da Bíblia que eu sou obrigado a santificar o domingo. Não existe essa lei na Bíblia. É uma lei da santa Igreja Católica apenas. A Bíblia diz: 'Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.' A Igreja Católica diz: 'Não. Pelo meu poder divino, anulo o dia do sábado e ordeno que você santifique no primeiro dia da semana.' E eis que todo o mundo civilizado se inclina em obediência reverente ao comando da santa Igreja Católica."

 

Traduzido a partir de "Roman Catholic and Protestant Confessions about Sunday" <http://www.giveshare.org/HolyDay/sabbathconfessions.html>

_____________________

Nota

Fundamentando-se apenas na Bíblia, a qual é a Palavra de Deus, e sujeitando a ela qualquer autoridade ou tradição eclesiástica, os Batistas do Sétimo Dia creem que

"o sétimo dia da semana, Sábado, é um tempo sagrado, um dom de Deus para todas as pessoas, instituído na criação, afirmado nos Dez Mandamentos e reafirmado no ensino e exemplo de Jesus e dos apóstolos.

Cremos que o repouso no dia de Sábado é uma experiência da presença eterna de Deus com Seu povo.

Cremos que, em obediência a Deus, e em resposta amorosa à Sua graça em Cristo, o Sábado deve ser fielmente observado por todos os santos, como um dia de descanso, adoração e celebração."

Para saber mais sobre esse e outros temas bíblicos acesse <https://ib7.org> ou envie-nos uma mensagem.

Artigos Relacionados

Mais de 50 Contradições entre Ellen White e a Bíblia Mais de 50 Contradições entre Ellen White e a Bíblia
 Nota do Tradutor: Ellen G. White (1827-1915) é considerada uma profetisa divinamente inspirada pela...
Morcegos São Aves? A Bíblia Não Sabe Biologia? Morcegos São Aves? A Bíblia Não Sabe Biologia?
Em nossa era cientificamente avançada de clonagem, biomimética, processadores Pentium e Internet, o...
A Bíblia É Realmente Confiável? A Bíblia É Realmente Confiável?
Nenhum livro deu mais o que dizer, seja bom ou ruim, do que a Bíblia. Atualmente, vivemos um tempo...
Os Valdenses e a Guarda do Sábado Os Valdenses e a Guarda do Sábado
Os primeiros Valdenses foram membros de um movimento de reforma na Europa, especificamente nas...

Envie suas perguntas