Segundo o Catecismo Católico, foi a Igreja mesma que formulou a doutrina do purgatório no Concílio de Florença (1439) e de Trento (1549-1563). Ela não existia na Igreja Primitiva. O historiador Jacques Le Goff diz que trata do além inventado pela Igreja para “a remissão de certos pecados, após a morte, iniciado com as orações pelos mortos e atos a favor dos defuntos”. Se já somos purificados pelo sangue de Jesus de todo pecado, de que serve essa doutrina? (1 João 1:7)

A Bíblia responde que não existe mais condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus (Romanos 8:1).

Artigos Relacionados

Paulo Traiu Jesus? Paulo Traiu Jesus?
Em sua edição de dezembro de 2003, a Revista Superinteressante traz como matéria de capa o assunto “São Paulo Traiu Jesus? Sem Paulo de Tarso, o...
Qual é a face de Maria Madalena? Qual é a face de Maria Madalena?
Como de costume em toda época de pré-Páscoa e pré-Natal, a revista Superinteressante lança uma edição questionando a veracidade histórica da B...
O Messias Perfurado: Como os Antigos Judeus Interpretavam Zacarias 12:10? O Messias Perfurado: Como os Antigos Judeus Interpretavam Zacarias 12:10?
Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem...
Quem é o ‘Príncipe da Paz’ de Isaías 9: Jesus ou Ezequias? Uma Resposta ao Judaísmo Quem é o ‘Príncipe da Paz’ de Isaías 9: Jesus ou Ezequias? Uma Resposta ao Judaísmo
O livro de Isaías contém uma profecia sobre uma impressionante criança em seu capítulo 9: Contudo, não haverá mais escuridão para os que...

Graça Maior - Édino Melo, . Disponível em: https://gracamaior.com.br/estudos/ibsd-x-catolica/123-respostas-biblicas-para-o-catolicismo/crencas-catolicas/699-purgatorio.html. Acesso em 18 Fevereiro 2018.