Thomas à Kempis, respeitado pelos católicos e autor de A Imitação de Cristo, diz: “deve-se buscar a verdade na Escritura Sagrada”.

Veja alguns casos de perseguição:

João Huss, reitor da Universidade de Praga, foi queimado vivo por pregar contra o purgatório e as imagens. Savonarola foi enforcado por denunciar as imoralidades do papa Alexandre VI (1492- 1503).

O Padre Anchieta, beatificado por João Paulo II, em 1980, tido como santo, promoveu o enforcamento do Pr. Jean Jacques Le Balleur, o João Bollés, em 1567, no Rio de Janeiro, além de ser acusado de esmagar mamelucos e escravizar índios.

A Bíblia responde: Por que a Igreja teve este tipo de perseguição ao livre exame da Bíblia? Leia João 8:32. O conhecimento da verdade liberta: Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

Graça Maior - Édino Melo, . Disponível em: https://gracamaior.com.br/estudos/ibsd-x-catolica/121-respostas-biblicas-para-o-catolicismo/papa/679-perseguicao-da-igreja-catolica.html. Acesso em 26 Junho 2017.