O espiritismo afirma que “Cristo foi um homem bom, mas não poderia ter sido divino, exceto no sentido, talvez em que todos somos divinos" (Mensagem de um "espírito", conforme registro de Raupert em Spiritist Phenomena and Their Interpretation).

A Bíblia responde que Jesus reivindicou as prerrogativas de Deus. Afirmou ser Juiz de todos ( Mateus 25:31-46; João 5:27-30). Ele disse a um paralítico: “Filho, os seus pecados estão perdoados” (Marcos 2:5). Os escribas responderam corretamente: “Quem pode perdoar pecados, a não ser somente Deus?” (v.7). Jesus afirmou possuir o poder de ressuscitar e julgar os mortos, poder que apenas Deus possui (João 5:21-29). Ele é o Senhor dos senhores (Filipenses 2:8-11). Paulo, em 1 Coríntios 15:3-4, afirma que a missão de Jesus Cristo a este mundo foi a de salvar e por isso morreu por nós pecadores. Paulo afirma que a nossa redenção é feita por Cristo e que seu sangue nos purifica do pecado (Efésios 1:7; Romanos 4:25; 1 Timóteo 1:15).

Graça Maior - Édino Melo, . Disponível em: https://mail.gracamaior.com.br/estudos/espiritismo/136-respostas-biblicas/doutrinas-espiritas/1081-pessoa-de-jesus.html. Acesso em 28 Julho 2017.