Segundo John Ankerbrg e John Weldon, a Bíblia responde:

...que há coisas como “espíritos imundos” ou demônios. Esses espíritos são tão perversos que jamais serão remidos: eles sabem que serão destinados eterna- mente a um lugar que Jesus chamou de inferno (Mateus 8:29). As Escrituras nos levam a concluir que o verdadeiro objetivo dos espíritos é levar com eles para o inferno tantos homens quanto possível, impedindo a sua salvação (João 8:44; 2 Coríntios 11:3-4, 2 Coríntios 11:13-14; Hebreus 2:14; 1 Pedro 5:8). Se esses espíritos fossem realmente os mortos humanos, então só poderíamos concluir que os mortos estão livres para vagar e, portanto, Deus não teria julgado no momento da morte como a Bíblia ensina (Lucas 16:19-31; Hebreus 9:27; 2 Pedro 2:9). Se, como dizem os espíritos, os mortos não são julgados, então o pecado do homem não é uma ofensa a Deus que implica em separação dEle (Isaías 59:2). Se o pecado não separa o homem de Deus, então Cristo não teria que morrer pelo pecado do homem (1 Pedro 2:24; 1 João 2:2). Segundo o ponto de vista dos espíritos, isso significa que a fé em Cristo como salvador do pecador é desnecessária (João 3:16). E se os homens não confiarem em Cristo e não O receberem como Salvador, serão julgados quando morrerem e os demônios terão atingido o seu alvo (2 Tessalonicenses 1:8-10).

(ANKERBRG, John e Weldon John. Os Fatos sobre os espíritos guias. Ed. Chamada da meia noite, Porto Alegre-RS, 1999, p.21)

O verdadeiro fundamento da fé

De acordo com o Dr. Marcos Martins o espiritismo tenta destruir a mensagem bíblica e, por isso, não pode provir de Deus. Os livros de inspiração espirita não são confiáveis simplesmente porque ninguém pode lançar um outro fundamento, além daquele que já está posto (1 Coríntios 3:10-11, 1 Coríntios 4:6 Efésios 2:20). Seria um contra-senso. A Bíblia fechou a possibilidade de outro fundamento (O que diz a Bíblia sobre reencarnação, SR, Ed. Abba Press, 2004, p. 11). Nada acrescentareis à palavra que vos mando, item diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do Senhor vosso Deus, que eu vos mando (Deuteronômio 4:2). À Lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, nunca verão a alva ”(Isaías 8:20). Não há um terceiro fundamento.

Artigos Relacionados

A Bíblia Incentiva o Estupro? A Bíblia Incentiva o Estupro?
Uma ideia predominante nos círculos céticos é que o Deus do Antigo Testamento é cruel e tolera práticas que são imorais. Cada exemplo que os cé...
Bíblia: O Mais Antigo Livro de Medicina Preventiva Bíblia: O Mais Antigo Livro de Medicina Preventiva
Em 28 de setembro de 1976, o seguinte telegrama foi recebido na sede da Organização Mundial da Saúde em Genebra: UMA SÉRIA EPIDEMIA DE NATUREZA...
O Juízo Investigativo de 1844 É uma Doutrina Bíblica? O Juízo Investigativo de 1844 É uma Doutrina Bíblica?
Nota: LeRoy Froom, um líder adventista, escreveu que se a Igreja Adventista não tivesse a mensagem do Juízo Investigativo, “ninguém teria lugar...
Deuteronômio 5:12-15 ensina que o Sábado era apenas para Israel? Deuteronômio 5:12-15 ensina que o Sábado era apenas para Israel?
Guarda o dia de sábado, para o santificar, como te ordenou o SENHOR teu Deus. Seis dias trabalharás, e farás todo o teu trabalho. Mas o sétimo...