Espiritismo

Pense: Quem é maior, Allan kardec ou Jesus?

No Evangelho Segundo o Espiritismo (capítulo 1, item 7) o próprio Kardec diz que o "espiritismo nada ensina em contrário ao que ensinou o Cristo". Senso assim, se o espiritismo contradiz Jesus, são os escritos espíritas que não são confiáveis e não a Bíblia!

A Bíblia é um milagre histórico. John W. Wenham (mestre em Artes pela Universidade de Cambridge) afirma que "os escritos Bíblicos têm autoridade, não por causa de seu autor humano, e sim porque, em última análise, Deus é o autor de todos eles". Como explicar 66 livros tenham sido escritos por dezenas de homens em períodos históricos diferentes.

A Bíblia responde:

Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.   2 Pedro 1:21
Mais preciosa é do que os rubis, e tudo o que mais possas desejar não se pode comparar a ela.   Provérbios 3:15
Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.   2 Timóteo 2:15

Conforme Léon Denis, sucessor de Allan Kardec, o espiritismo considera "a Bíblia de origem puramente humana, semeada de ficções e alegorias, sob as quais o pensamento filosófico se dissimula e desaparece o mais das vezes" (Cristianismo e Espiritismo, de Léon Denis, p.130, 5a, FEB).

Analise: Se o espiritismo considera que a Bíblia não é digna de confiança por causa da participação humana, que diremos dos escritos espíritas? Por acaso eles apareceram do nada? Eles tabém não tiveram a participação de Allan kardec e de outros autores? Acaso o escritor Hippolyte Léon Denizard Rivail (Kardec) não foi um ser humano? Ou terá sido um ET? Se este é o caso, logo os escritos espíritas, conclusivamente, também não valem nada.

A Bíblia responde que Jesus mesmo, porém, disse:

A Escritura não pode falhar.

João 10:35

Segundo Léon Denis, sucessor de Allan kardec, para o espiritismo "a Bíblia não pode ser considerada produto da inspiração divina" (Cristianismo e Espiritismo, p. 130, 5a, FEB).

A Bíblia responde:

Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, repreender, para corrigir, para instruir em justiça.....

2 Timóteo 3:16-17

 Leia também Jó 23:12 Salmos 19:10 Salmos 119:14

Tácito da Gama Leite Filho comenta que o próprio Kardec afirmou que os espíritos costumam dar nomes e identidades falsas, mesmo sendo espíritos superiores. Segundo Kardec, para se comunicar com os médiuns é preciso que haja fluídica entre eles. Deste modo, mesmo sendo os médiuns confiáveis, nem sempre se pode confiar nos espíritos. Kardec diz que eles podem ser fraudulentos, mentirosos, contraditórios ou ridículos. Por isso, há uma necessidade de codificação, isto é, da seleção do que é bom, certo, verdadeiro, dentre as muitas comunicações dos espíritos. Por fim a credibilidade acaba nas mãos da codificação e do codificador.

Neste caso, responda honestamente: Isso pode dar alguma certeza da confiabilidade dos escritos espíritas?

Renold J. Blank argumenta que a teoria da reencarnação desvaloriza o homem como um ser corporal.

“Em toda a tradição bíblica, o fim da obra criadora de Deus é sempre a corporeidade. Deus nunca age com vibrações, fluxos energéticos ou corpos astrais. Ele age sempre com homens concretos dentro de uma história visível e concreta. Em toda a história da revelação bíblica, Deus nunca age com almas espirituais, mas sempre com pessoas corporais, visíveis e palpáveis. E no seu agir, Ele não falava de níveis energéticos e vibrações espirituais, mas de coisas seculares como: Fome, cegueira, hanseníase, banquetes, ovelhas perdidas e prostitutas. Jesus agiu dentro de uma história concreta que envolve corpos concretos. O espiritismo conserva o conceito negativo do corpo com argumentos baseados em suposições. Jamais se provou cientificamente a teoria das descargas energéticas, dos fluxos magnéticos, de núcleos vibratórios de chacras e pólos magnéticos.”

Renold J. Blank

A Bíblia responde que há ressurreição. Leia Jó 14:14 Eclesiastes 3:21 Isaías 25:8 Daniel 12:2 Marcos 12:26 Lucas 14:14 Lucas 20:37 João 5:21 João 5:29 João 6:45 João 6:54 João 11:23 Atos dos Apóstolos 23:6 Atos dos Apóstolos 24:21 Atos dos Apóstolos 26:8 Romanos 4:17 1 Coríntios 6:14 1 Coríntios 15:42 1 Coríntios 15:52 2 Coríntios 1:9 Filipenses 3:11Hebreus 6:2 Hebreus 11:35 Apocalipse 20:13

A crença na reencarnação é inconsistente e autodestrutiva. Ela é, no mínimo, inconcebível. Pense: Na morte, o corpo que é a parte material do ser humano, é destruído, enquanto a parte espiritual se reencarna em outro corpo na próxima vida. Sendo assim, em que parte se conserva a cultura aprendida na vida passada? No espírito, dizem. Ele é imortal. Então, por que a pessoa não nasce falando e interagindo com o mundo a partir do que ela aprendeu na vida anterior? Não é o mesmo espírito que reencarna, ou ele nasce com amnésia?

A Bíblia responde que o ser humano é um ser único que passa a existir ainda no ventre. Davi diz:

Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe. Eu te louvo porque me fizeste de modo especial e admirável. Os teus olhos viram o meu embrião; todos os dias determinados para mim foram escritos no teu livro antes de qualquer deles existir.

Salmos 139:13-16

A doutrina da reencarnação faz do sério escândalo da morte humana acontecimento inócuo. A morte não é a partida para algo incerto. Para que se construiu, então, essa personalidade, se ela agora desaparece? A Bíblia responde em João 14:1-6:

NÃO se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também. Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho. Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

João 14:1-6

Como se explica o crescimento explosivo da população mundial? No mundo atual, não parece convincente o resultado da progressiva evolução dos seres humanos em processo de purificação do carma. Segundo o espiritismo, a evolução do indivíduo é uma evolução ramo a um humanismo melhor, a uma caridade maior. Então, a evolução do sistema social entrelaçado também deveria apresentar essa mesma direção. Entretanto, quando olhamos para o mundo, onde é que podemos constatar uma evolução assim?

Veia o que a Bíblia responde em 2 Pedro 3:5-13, 1 João 5:19; 2 Timóteo 3:1-4

Conforme o Instituto Cristão de Pesquisa (ICP), Léon Denis, o segundo na hierarquia espírita depois de Allan Kardec, declarou blasfemamente:

não, a missão de Cristo não era resgatar com o seu sangue os crimes da humanidade. O sangue, mesmo de um Deus, não seria capaz de resgatar ninguém. Cada qual deve resgatar-se a si mesmo.

Léon Denis (“Cristianismo e Espiritismo”, p. 86)

A Bíblia responde que Paulo afirma em 1 Coríntios 15:3-4 que a missão de Jesus Cristo a este mundo foi a de salvar e por isso morreu por nós pecadores, tomando assim desnecessária a reencarnação.

Porque primeiramente vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, E que foi sepultado, e que ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras.

1 Coríntios 15:3-4