Há muitos detalhes interessantes que chamam a atenção quando uma leitura comparativa entre os quatro Evangelhos é realizada. Por exemplo:

[1] Marcos relata que na noite em que Jesus foi preso, no jardim do Getsêmani, "um dos circunstantes, sacando da espada, feriu o servo do sumo sacerdote e cortou-lhe a orelha" (14:47). Através de Mateus (26:51) e Lucas (22:49-50) descobrimos que esse "circunstante" era um dos discípulos que estavam com Jesus. Com João, descobrimos quem era o servo do sumo sacerdote (Malco) e qual dos discípulos cometeu o ato violento: Pedro (18:10).

[2] Marcos relata que na semana da traição e morte de Cristo, "uma mulher" trouxe um vaso de alabastro e derramou sobre a cabeça de Jesus um preciosíssimo perfume de nardo puro (14:3). Mateus traz a mesma informação que Marcos (26:7), mantendo a mulher anônima. Mais uma vez, é João quem revela ao público a identidade da personagem: Maria de Betânia, a irmã de Lázaro e Marta (12:1-3).

Artigos Relacionados

Jesus e o Yom Kippur Jesus e o Yom Kippur
Milhões de judeus em todo o mundo celebram anualmente o "Yom Kippur" (o "Dia da Expiação"). Essa...
Em que hora Jesus foi crucificado? Em que hora Jesus foi crucificado?
Uma alegação feita pelos críticos da Bíblia é a diferença que existe entre Marcos e João ao...
Jesus: O Centro das Promessas do Antigo Testamento Jesus: O Centro das Promessas do Antigo Testamento
Jesus Cristo é o cumprimento das promessas e profecias do Antigo Testamento...
Jesus é uma cópia de divindades pagãs? Respondendo “Zeitgeist” Jesus é uma cópia de divindades pagãs? Respondendo “Zeitgeist”
Em 2007, o documentário “Zeitgeist: O Filme” popularizou a ideia, desenvolvida por estudiosos...

Se Marcos foi escrito entre as décadas de 40 e 50 d.C., Mateus e Lucas entre as décadas de 50 e 60 d.C. e João na década de 80 d.C., existe uma explicação bastante plausível para esse fenômeno: o que alguns estudiosos chamam de "anonimato protetor".

Por mais que Jesus tenha restaurado a orelha cortada de Malco, o ato foi uma violência que poderia ter acarretado consequências mortais (caso a espada tivesse ferido o homem na cabeça ou na garganta) e assim, Pedro estaria em perigo diante das autoridades. O anonimato na história serviu como uma ferramenta de proteção, uma estratégia de prudência para a segurança pessoal do apóstolo. Tendo Pedro sido morto por Nero na década de 60 d.C., João sentiu-se livre para relatar as informações faltantes.

Em relação à unção de Jesus por Maria de Betânia (um reconhecimento público de que ela o via como o Rei-Messias de Israel), essa mulher estaria em perigo se houvesse sido identificada como uma cúmplice nas alegações politicamente subversivas de realeza messiânica de Jesus. O perigo para ela poderia ser considerado ainda maior do que para o homem que cortou a orelha do servo do sumo sacerdote.

João nos fornece ainda uma outra chave importante sobre o porquê de os demais evangelistas não terem identificado Maria de Betânia em seus relatos. Ele nos informa que Lázaro, o irmão dela, estava jurado de morte pelas autoridades, por ser uma testemunha viva do poder de Jesus (12:10-11). Podemos inferir que, para a proteção de toda a família, os Evangelhos que circularam nas décadas anteriores não relataram nenhuma informação pessoal a respeito deles, por mais que fossem amigos bem próximos de Jesus. Quando a "poeira baixou" e os inimigos não estavam mais em cena, João mais uma vez forneceu o quadro completo da história.

Artigos Relacionados

Cada Livro da Bíblia em Uma Palavra Cada Livro da Bíblia em Uma Palavra
Deus Se revela através de Sua Palavra. Quando Ele fala, Ele nos ensina como Ele é, como Ele age e...
A Origem do Papado A Origem do Papado
O Catecismo da Igreja Católica declara: “O Pontífice Romano, em razão de seu cargo de Vigário de...
Mateus 24:20 e a Observância do Sábado Mateus 24:20 e a Observância do Sábado
Em Mateus 24, Jesus está respondendo perguntas dos apóstolos, a respeito de Sua segunda vinda e da...
Jesus, o Desejado de Todas as Nações Jesus, o Desejado de Todas as Nações
 ...e farei tremer todas as nações, e virá o Desejado de todas as nações, e encherei esta casa de...