SEMELHANTEMENTE, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra; Considerando a vossa vida casta, em temor. O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura dos vestidos; Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus. Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam sujeitas aos seus próprios maridos; Como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, fazendo o bem, e não temendo nenhum espanto. Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações.   1 Pedro 3:1-7

No versículo sete, os homens cristãos são ordenados a tratarem suas mulheres com honra e compreensão, que por sua vez também são herdeiras da graça da vida. Eles são chamados a serem compreensivos com suas mulheres. Naquela época as mulheres eram consideradas socialmente mais fracas. Essa ordem dada aos maridos é uma ordem cristã. Deus não faz distinção entre as pessoas, mulheres e homens são herdeiros da graça da vida! Se os homens tratarem bem suas mulheres, terão suas orações respondidas. Mas caso não tenham um bom relacionamento com as suas mulheres, ficam impedidos de ter um relacionamento com Deus, pois não há como na vida cristã homem e mulher viver no amor de Deus, se não viverem um amor mútuo, pois ambos são amados e escolhidos por Deus.

 

 

Graça Maior - Tatiane Koch Linke, . Disponível em: https://gracamaior.com.br/devocional/921-vivendo-a-felicidade-no-lar-sabado.html. Acesso em 24 Maio 2019.
Envie suas perguntas