Agora, pois, temei ao SENHOR, e servi-o com sinceridade e com verdade; e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais além do rio e no Egito, e servi ao SENHOR. Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR.   Josué 24:14-15

A postura de Josué não apenas trouxe segurança a sua família como encorajou muitas outras a se colocarem diante de Deus. Ao falar com autoridade, Josué deixou bem claro ao povo que nenhum deles seria forçado a servir ao Senhor, apenas aqueles que acreditassem em sua veracidade e soberania. É notado um tom de ironia da parte de Josué, visto que não existe nada de mal em servir ao Senhor, porque na verdade o ruim seria não servi-lo. O comandante Josué lhes oferece uma opção, mas declara com veemência a sua escolha e decisão. Ele também faz com que todos entendam que ele não estava sozinho nessa jornada. Ele diz: “eu e minha casa serviremos ao Senhor”. Independentemente das escolhas que nos cercam elas não podem nos influenciar ao ponto de abalar nossa segurança em Deus. Aos líderes, um conselho: Ponha-se diante de Deus e leve consigo todos aqueles que são de sua responsabilidade. 

 

 

 

Graça Maior - Pr. Claudiney Soares da Silva, . Disponível em: https://gracamaior.com.br/devocional/881-a-familia-e-a-igreja-sabado.html. Acesso em 21 Maio 2019.
Envie suas perguntas