Romanos 7:1-3:

1 NÃO sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive? 2 Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido. 3 De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.

 

Em Romanos 6:15 Paulo havia perguntado se pelo fato de não estarmos mais debaixo da lei (ou seja, debaixo de sua condenação por causa da desobediência) e sim da graça, estávamos autorizados a continuarmos em uma vida de pecado. Ele responde que não e agora faz uma comparação. O casamento é para a vida inteira, estando os cônjuges impedidos de se unirem a qualquer outra pessoa enquanto o outro estiver vivo. Nosso relacionamento pessoal com Cristo deve se refletir em nosso casamento. Ed Young, pastor da Fellowship Church (uma igreja Batista nos Estados Unidos), disse certa vez que o maior elogio que já havia recebido de alguém era que essa pessoa sabia que sua fé era verdadeira, pois isto estava refletido no amor que ele demonstrava pública e pessoalmente por sua esposa. O mesmo poderia também ser dito de nossas relações conjugais?

Graça Maior - Fabricio Luís Lovato, . Disponível em: https://gracamaior.com.br/devocional/840-o-casamento-de-acordo-com-a-biblia-sexta-feira.html. Acesso em 16 Junho 2019.
Envie suas perguntas