Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito;

 

Se o povo hebreu houvesse compreendido “Aquele” que estava no meio deles (João 1:11), talvez tivesse soltado um brado: “chega de matança!”. Os repetitivos sacrifícios e holocaustos nunca produziram o esperado no ser humano:  a reflexão sobre a vida de pecados, o arrependimento. Vindo o Cristo, aqueles que o recebem, além de se tornarem filhos de Deus, tem a vida, pois a vida está Nele. O apóstolo Pedro é incisivo ao dizer que “Cristo morreu, uma única vez, pelos pecados”. Para mim, essa exortação soa como se dissesse: “agarre essa oportunidade única e seja feliz com Deus”. Amém!

Graça Maior - Pr. Luiz Rogério Palhano, . Disponível em: https://gracamaior.com.br/devocional/1156-nao-ha-um-justo-sequer-terca-feira.html. Acesso em 26 Junho 2019.
Envie suas perguntas