Símbolo do Islã

GRÃ-BRETANHA (*) - O número de cristãos praticantes na Grã-Bretanha tem caído tanto que dentro de uma geração será inferior ao dos muçulmanos praticantes, revelou um relatório sobre as tendências religiosas divulgado na última quinta-feira em Londres.

Em 2050, a Grã-Bretanha terá 2.660.000 muçulmanos praticantes, número três vezes maior que o de cristãos praticantes, revela o estudo da Christian Research que tem o título "Tendências Religiosas".

Alá (grafia em Árabe)

O Islamismo é uma religião legalista, contraria ao cristianismo e cujos adeptos são os filhos espirituais de Ismael. "Estas, porém, são as gerações de Ismael, filho de Abraão, que a serva de Sara, Agar, egípcia deu a Abraão" (Gênesis 25:12)

O Islamismo é atualmente a segunda maior religião do mundo, dominando acima de 50% das nações em três continentes. O número de seus adeptos está entre 1.2 bilhão e 1.5 bilhão de pessoas. É a religião que mais cresce no mundo. O país com o maior número de muçulmanos é a Indonésia. (213 milhões de fiéis); Veja gráfico das religiões no mundo a seguir.

No Brasil, o número de muçulmanos, de 2002 a 2005, cresceu, só no Estado de São Paulo, de 300 mil para 400 mil, sendo certo que hoje há, no país, cerca de 1,5 milhão de muçulmanos e 70 mesquitas.

O Islã, infelizmente, é a religião que mais cresce no mundo. Vários fatores contribuem para para liderarem esta estatística, um deles é a omissão dos cristãos ao chamado de Cristo para divulgar o evangelho. Falta para os cristãos de hoje vontade, dedicação e principalmente aquele sentimento de urgência que observamosnos no apóstoloPaulo e nos cristãos do primeiro século. O Cristianismo tem mais de 600 a mais de existẽncia do que o Islã, porém em muitos países está diminuindo. Se os cristãos não acordarem de seu sono e o Islamismo continuar a crescer nestas proporções, o Islã será a maior religião do mundo (fato preocupante). Acompanhe a cronologia do Islão abaixo: