O Significado

 O batismo é um símbolo exterior do que acontece no interior de uma pessoa que resolve se render aos pés de Cristo. Arrepender-se significa dar um giro de 180° na vida. Esse arrependimento que inclui mudança no falar, no pensar e no agir, só pode ser demonstrado publicamente por meio do batismo. Contudo, algo que não escapar a nossa compreensão nessa hora é que o Homem só se arrepende quando Deus toca no seu coração! Sim, de fato é o Homem que se converte. Mas, aceitar a Cristo é sempre uma reação a ação de Deus. Sem o Espírito Santo para tirar a venda que está nos olhos do nosso coração é impossível crer. Devemos orar para que o Espírito Santo abra os olhos de todos aqueles que ainda não crêem.

Tudo bem, mas o que isso tem haver com não batizar crianças? Tem haver que jamais uma criança tomará uma decisão de se arrepender de seus pecados, porque ela ainda nem sabe o que é isso! Ela não tem consciência de tal fato. Examine os textos bíblicos seguintes e veja no Novo Testamento quem eram as pessoas batizadas: Romanos 6:3; 1 Coríntios 12:13; Gálatas 3:27; Colossenses 2:12 e 1 Pedro 3:21. Perceba que nos quatro primeiros textos Paulo fala a pessoas adultas sobre o que vem a significar o batismo e suas implicações. Pedro em sua carta acompanha o mesmo pensamento. Relacione esse pensamento com outros textos: Mateus 28:19; Marcos 16:16; João 3:5; Atos dos Apóstolos 2:38; Atos dos Apóstolos 10:48; Atos dos Apóstolos 22:16.

O batismo não é um sacramento

Segundo a doutrina católica romana o batismo éum sacramento. “Sacramento” teria então o poder de conferir salvação para a criança, independente do exercício consciente da fé. Ou seja, no momento em que uma criança é batizada na igreja católica, e se os pais forem membros da igreja, então ali, naquele ato a criançajá está salva. Porém, em nenhum lugar das Escrituras podemos endossar tal pensamento. Alguns podem retrucar: ‘No Antigo Testamento as crianças com oito dias de nascidas eram circuncidadas. E a circuncisão no Antigo Testamento era sinal de que aquela criança fazia parte da Aliança, mesmo sem ter consciência disso’. Tudo bem. Esse é até um argumento razoável. No entanto. A revelação de Deus éprogressiva.

Lembremo-nos de que todos os símbolos da Aliança no Antigo Testamento alcançaram sua plenitude em Jesus. Por exemplo, no Antigo Testamento o maná era o pão que os israelitas comeram. No Novo Testamento Jesus é o pão da vida. Os sacrifícios de animais eram requeridos como instrumentos para perdoar o pecador. Em Cristo, temos o sacrifício mais perfeito de todos. E sua validade é para sempre. Não necessitando assim que se façam mais sacrifícios1. Houve então uma progressão. As cerimônias religiosas de sacrifícios de animais eram permitidas no Antigo Testamento, já no Novo Não é mais assim. E, porque não é mais assim? Por que Jesus aperfeiçoou todos esses ritos. Portanto, de fato há uma ligação entre batismo e circuncisão. Só que, no Novo Testamento vemos um avanço na compreensão dessa ordenança sagrada. A Bíblia mostra de fato que é necessário haver uma compreensão mental antes, e só depois é que é feito o batismo.

Por aspersão ou imersão?

A palavra batismo vem do grego baptizo. O significado primário desta palavra é mergulhar, imergir, afundar. Também pode significar aspergir. No entanto, o interessante disso é que para aspergir, antes houve um imergir! Em Colossenses 2:12 temos uma figura muito clara de que o batismo deve ser por imersão. Paulo fala de sepultamento de Cristo, como sendo nosso sepultamento espiritual. O batismo é o sepultamento do velho homem. O ritual do mergulhar nas águas é uma simbologia que diz que uma lavagem completa foi feita na vida do nasce para Jesus Cristo.

Quando se batizar?

Então qual seria a idade ideal para batizar? Nós achamos que no caso de filhos de cristão protestantes, que batizam por imersão, a idade de 12 ou 13 anos seria a idade ideal. Isso é apenas uma idade ‘ideal’. Aqui não cabe estabelecermos com essa idade o que chamamos de ‘civilmente capaz’. Não estamos trabalhando com Constituição ou código penal. Apenas estamos delimitando nossos atos de fé. É apenas uma convenção que achamos plausível. Preciso afirmar também que não está prescrito na Bíblia tal idade para batizar criança. Não há nenhum mandamento específico dizendo: “batizem crianças a partir dos doze ou treze anos”. Os autores bíblicos, inspirados por Deus, não se ativeram a tratar tal assunto. Mas nem por isso ficaremos num vácuo. A questão da qual partimos para batizar uma pessoa é de que ela precisa estar consciente da mudança que Jesus Cristo operou em sua vida. Um adolescente na idade de doze anos já pode assimilar tal axioma.

Artigos Relacionados

Sobre a Igreja Católica e a leitura da Bíblia
Em 1229, no Concílio de Tolosa, o clero proibiu o uso da Bíblia para leigos e até pouco tempo as missas eram em latim. Por quê? Inventaram que ler...
Sobre a Igreja Católica e a interpretação da Bíblia
No Compêndio do Vaticano II, lê-se o seguinte: "Não é através da Escritura apenas que a Igreja deriva sua certeza a respeito de tudo que foi...

Os judeus, por exemplo, realizam uma cerimônia chamada ‘Bar mitzvah’.O nome significa ‘filho do mandamento’ no caso dos meninos, e o ‘Bat mitzvá’‘filha do mandamento’ no caso das meninas. Por meio dessa cerimônia o jovem judeu é inserido como um membro maduro na comunidade. Antes dessa idade os pais são os responsáveis pelos atos dos filhos. Depois que completam essa idade, os rapazes e moças são os responsáveis quanto à lei ritual judaica, a tradição e a ética.

Conclusão

Creio que estas são as básicas razões do porque não batizamos crianças recém-nascidas. A Igreja Batista do Sétimo Dia é uma das denominações que defendem o batismo por imersão e feito na idade de inicio da adolescência. Não o vemos em hipótese alguma como sacramento. Não somos os detentores da resposta final para tudo. Apenas nos esforçamos para crer conforme as Escrituras. O assunto do batismo de criança (pedobatismo) sempre teve e sempre terá margem para discussões. Cabe aqueles que examinam as Escrituras chegar com o auxílio do Espírito Santo, a uma decisão sobre qual posição crer!