Por que o ladrão foi salvo? É simples, o seu pecado foi perdoado sem que tenha merecido.

“Deus demonstra o seu amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, quando éramos ainda pecadores” - Romanos 5:8

Assim é o grande amor de Deus: quando nos arrependemos, Ele decide graciosamente esquecer que pecamos. É por isso que a Bíblia diz:

"Não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo a sua misericórdia. Ele nos salvou” - Tito 3:5
“O salário do pecado é a morte, enquanto o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus. E são justificados (tornados justos) gratuitamente por sua graça” Romanos 6:23-24; (Bíblia Ave-Maria).

Quem pode ser salvo?

Jesus deu-lhe garantia da salvação, quando afirmou: “estarás comigo no Paraíso” (Lucas 23 39-43). Que bem ele praticou? Nenhum! Ao contrário, ele admitiu que merecia estar ali. Disse: “recebemos o que merecemos pelos nossos crimes”. Ele merecia o inferno, mas foi para o paraíso! Por quê? “Deus é o autor da reconciliação e Cristo é seu agente.” “A solução vem do lado de Deus, não do nosso.” Billy Grahan explica que “na cruz nossos pecados foram julgados. O pecado sendo julgado e a justiça de Deus satisfeita, a porta do perdão e da salvação foi aberta.

A Bíblia responde:

Em Deus não existe fome a ser satisfeita, apenas fartura que deseja doar”. Se você acreditar que o bem que você faz pode salvá-lo, então de nada valeu a morte de Jesus. Neste caso, você estará rejeitando a dádiva de Deus, dizendo que você pode fazer melhor que Jesus. “Eu não poderia pagar um milésimo do preço que Deus já pagou”. Por isso, diz C. S. Lewis, “acredito que os perdidos são, de certa forma, rebeldes bem-sucedidos até o fim; que as portas do inferno são fechadas por dentro” (Lucas 3:6; Atos dos Apóstolos 2:21; Romanos 5:18; Romanos 10:13; 1 Timóteo 2:4; Tito 2:11-12; 2 Pedro 3:9)

Graça Maior - Édino Melo, . Disponível em: http://gracamaior.com.br/estudos/ibsd-x-catolica/122-respostas-biblicas-para-o-catolicismo/salvacao/686-salvacao-pela-maravilhosa-graca.html. Acesso em 26 Maio 2017.