Igreja Católica Apostólica Romana

A Bíblia Católica diz para não fazer imagens:

Esta doutrina, de Pio IX, 1870, diz que o papa não falha (Mateus 10:18; Eclesiastes 7:20 1 Reis 8:46). Porque o próprio papa a teria criado? Neste caso não necessitamos mais de Deus. Temos um na terra! Como um papa infalível, Eugênio IV (1431-1447), teria condenado Joana D’Arc (1412-1431) a ser queimada como bruxa, e Benedito XV, poderia tê-la declarado santa em 1920? Só Deus é infalível (Tiago 1:17).

Muitos têm o retrato do papa para benzer suas casas. Pense: O papa conhece você, sabe seu nome, onde mora? Não se pode se atribuir todos esses acontecimentos às bênçãos dos papas, mas verificam que são inócuas. Seria bom evitá-las, porque a Bíblia responde há certas bênçãos do sacerdote “que se transformam em maldições”. (Malaquias 2:2).

A Inquisição foi o período em que a Igreja perseguiu os hereges. No seu “Livro das Sentenças da Inquisição” (Liber Sententiarum Inquisitionis) o padre dominicano Bernardo Guy (Bernardus Guidonis, 1261-1331), um dos mais completos teóricos da Inquisição, descreveu vários métodos de tortura, usados pela Igreja. Analise:

Thomas à Kempis, respeitado pelos católicos e autor de A Imitação de Cristo, diz: “deve-se buscar a verdade na Escritura Sagrada”.

A Bíblia responde que Pedro não poderia ter sido o papa porque ele era casado, enquanto o Papa e os padres não podem casar (Marcos 1:29-30)? Leia Mateus 23:9

Conheça melhor a vida sexual de alguns papas:

O período mais tenebroso do papado foi entre os anos 904 e 963. Esse período é conhecido como "Pornocracia" ou "Domínio das Meretrizes". Theodora e sua filha Marósia, que eram prostitutas, tinham tanta influência no Vaticano que colocavam na "cadeira de São Pedro", amantes e bastardos!

O Papa João IX, era filho ilegítimo de Marósia, amante do Papa Sérgio III, ano 941. O Papa XII, ano 955, violava virgens e viúvas e conviveu com a amante de seu pai. Esse papa fez do Palácio Papal um bordel e foi morto pelo marido da mulher que violara.

Entre todos estes que já mencionamos o mais devasso foi Alexandre VI, ano 1492 a 1503. Foram onze anos de patifaria; foi amante de sua própria filha Lucrécia Bórgia.

Leia LEONEL, Pr. Sebastião, A Face Oculta do Catolicismo Romano, São Paulo - SP, MXM Gráfica & Editora Ltda., 2000, p.41.

A Bíblia responde que Pedro foi duramente repreendido por Jesus, quando lhe disse: para trás de mim Satanás! (Mateus 16:23). Talvez seja necessário dizer isso algumas vezes à figura histórica do Papa. O apóstolo Paulo deu uma dura em Pedro, resistindo-lhe na cara, por causa de sua dissimulação com os judeus (Gálatas 2:11). Como poderia ocupar uma posição de Pontífice em tais condições? Ora, se ele não pode, muito menos seus sucessores, segundo o catolicismo. E, como Pedro teria sido o Papa se era casado, enquanto o Papa e os padres não podem casar? (Marcos 1:29-30) Leia Mateus 23:9.

A Bíblia responde que o homem deve ajoelhar-se somente diante de Jesus (Filipenses 2:9-11). Como o Papa permite ajoelharem-se diante dele, se Pedro e os anjos o proíbem? (Atos dos Apóstolos 10:25-26, Apocalipse 18:1; Apocalipse 19:10).

A Bíblia responde que o próprio Pedro se posiciona como um presbítero (1Pd 5:1-4). Além do mais, quem esteve à frente do 1o Concílio da Igreja, em Jerusalém, foi Tiago, conhecido como joelho de camelo, e não Pedro.

Subcategorias

100 Respostas Bíblicas para o Catolicismo é um livro de Édino Melo (Editora Ferramenta) que traz respostas bíblicas ao catolicismo.