Graça Maior - Verdades Bíblicas

Caso você sentir o desejo de colaborar entre em contato

Faça parte de nossa equipe

Sexta31 Outubro 2014

"Texto fora do contexto é pretexto para heresias", portanto leia sempre o contexto e nunca baseie uma doutrina num texto isolado.

O Bode Emissário

Filhoe de bodeUm dos itens do estudo das diferenças entre a Igreja Batista do Sétimo Dia e a Igreja Adventista do Sétimo Dia 

No grande dia da Expiação, dois bodes eram apresentados ao Sumo Sacerdote, em frente à tenda da Congregação. Lançava-se sorte sobre eles. Um deveria ser morto, enquanto que o outro seria o bode Emissário. Este último era conduzido ao deserto, e aí abandonado à própria sorte.

Segundo os adventistas, o bode vivo simbolizava satanás. No livro o Ritual do Santuário; leio: “Cristo efetuou uma obra completa, e não necessita do auxilio de Satanás. Este simbolizado pelo bode emissário, expia os próprios pecados e a parte que lhe cabe nos que induziu outros a cometerem... Sobre Satanás, como origina dor e instigador do pecado, serão postos os pecados pelos quais é responsável”.

A Igreja Adventista do Sétimo Dia, diz que a cerimônia em torno do Bode Emissário não constituía expiação porque não havia derramamento de sangue, porque o sangue não era aspergido, porque a carne não era comida pelo sacerdote, porque o corpo não era queimado etc , etc.

Dizer que o Bode Emissário simbolizava a expiação que Satanás fará, no futuro, pelos seus próprios pecados não se fundamenta na lógica e muito menos nos fatos bíblicos. Veja bem, Fazer expiação é submeter-se a um castigo para pagamento de dívida, E uma vez paga a dívida, o que vem em conseqüência natural? A liberdade, a soltura, a salvação. Portanto, dizer que ele fará a expiação dos próprios pecados e dos pecados dos outros, é torná-lo salvador de todos os pecadores, indistintamente, e de si mesmo, além do co-salvador juntamente com Cristo. Uma dupla heresia, por conseguinte.

Esta doutrina,  assim defendida, é de natureza tão anti-bíblica, que nem valia a pena considerá-la, não fosse o desejo que sinto de abrir os olhos dos que se encontram inocentemente equivocados. Além do mais, o leitor que até agora só conhece uma versão, precisa conhecer a outra, a fim de que possa ter sua própria definição.

Não desejo aqui, estabelecer hipóteses ou divagações em cima de suposições. Quero limitar-me ao que dizem as Escrituras. Assim é que leio o verso 10 do capítulo de Levíticos que, por si só, já liquida o assunto. “Mas o bode sobre que cair a sorte para bode emissário será apresentado vivo, perante o Senhor, para fazer expiação por meio dele, e enviá-lo ao deserto como bode emissário”. Também nos versos 20 e 21 posso ler: “Havendo, pois, acabado de fazer expiação pelo santuário, pela tenda da Congregação e pelo altar, então fará chegar o bode vivo. Arão porá ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo, e sobre ele confessará as iniqüidades dos filhos de Israel, e todas as suas transgressões, segundo todos os seus pecados; e os porá sobre a cabeça do bode, e enviá-lo ao deserto, pela mão de um homem designado para isso”.

O que se diz do Bode Emissário?  É nos dito que ele era apresentado perante o Senhor, e que sobre ele Arão confessava todas as iniqüidades do povo. Para que? Evidentemente para fazer expiação pelos pecados confessados de Israel. E como se ousa dizer que o Bode Emissário representava Satanás? Por acaso, Satanás faz expiação de pecados de pecadores arrependidos? Quando o texto que estamos considerando fala em expiação dos pecados o faz no sentido de expiação para salvação. E esta obra só Jesus a executou, dando sua vida.


Ensinamento Herético

De todos os ensinamento do adventismo, este me parece o mais estapafúrdio, para não dizer herético, pois promove Satanás a ajudante  de Cristo na tarefa de salvação, e co-participante com Ele na obra de expiação dos pecados.

A Igreja Adventista insiste em dizer que o Bode Emissário é Satanás, por não ter havido derramamento de sangue. E seria necessário? A obra de expiação tinha duas fases: a da expiação dos pecados pela morte do primeiro bode e a da remoção e perdão dos pecados representada pelo bode vivo. Na primeira fase havia derramamento de sangue, e na segunda Deus tirava de Sua lembrança os pecados confessados, esquecendo-os completamente, colocando-os tão longe dEle, assim como o oriente dista do ocidente (sal. 103:3,12). A expiação só se completava com a remoção dos pecados. Daí o simbolismo do Bode Emissário, transportando para bem distante, para o deserto, os pecados confessados.

Os comentaristas adventistas dizem que o Bode Emissário era uma figura de Satanás, no que diz respeito aos mil anos do seu futuro confinamento nesta terra. Mas nenhuma relação há entre uma situação e outra. Com o Bode Emissário completava-se a expiação dos pecados do povo para a salvação, enquanto que Satanás curtirá á suas culpas para a sua própria destruição.

Finalmente, para liquidar o assunto, basta ler o verso 5 e reler o de número 10: “Da congregação dos filhos de Israel tomarás dois bodes para oferta para o pecado e um carneiro para o holocausto. Mas o bode sobre que cair a sorte para bode emissário, será apresentado vivo perante o Senhor para fazer expiação por meio dele...
Está tudo muito claro. Os dois bodes, e não um apenas eram tomados como oferta para o pecado, isto é, para salvação do pecador arrependido. E mais: O Bode Emissário era apresentado perante o Senhor tanto quanto o primeiro, para fazer expiação. E só Jesus desempenhou essa obra.

Esta heresia é como o bicho-de-goiaba a invadir todo o sistema religioso da igreja. Por mais que me esforce, não consigo entender como os seus dirigentes, homens lúcidos e inteligentes, muitos deles imbuídos de sinceridade e de boa vontade, não conseguem ver a verdade que se apresenta diante de seus olhos. Não dá para entender.

Você, leitor com quem falo, acha que poderia andar sobre um fio de aço a 100 metro de altura, e até sem vara de equilíbrio, sem correr o risco de se machucar? Pois bem, Maior risco você estará correndo, se continuar aceitando esse engano que uma vez nos impingiram, e que aceitamos num momento de cochilo.


OBSERVAÇÃO:
Extraído do livro O ADVENTISMO de Ubaldo Torres Araújo, páginas 34-36, primeira edição 1.981.


Caso você queira maiores informações sobre qualquer matéria não hesite em entrar em contato comigo!

Graça Maior - Compromisso com a verdade

Colabore com o Graça Maior:

  • Enviando perguntas, dúvidas, comentários e dicas para melhorarmos;
  • Colocando um link do Graça Maior no seu site ou fóruns que participa, isso fará com que este site seja mais conhecido;
  • Se você tiver alguma matéria que acha que seria interessante colocar neste site, não hesite em nos enviar, assim que avaliado e aprovado colocaremos on-line e daremos todo o credito para você;
  • Caso queira colaborar com estas ou outras maneiras, envie ume email;