Considere o caso de Lázaro de Betânia. Mesmo após ter sido ressuscitado, continuou sendo Lázaro. Isso se deu com Jesus, que, mesmo ressurrecto, foi reconhecido pelos discípulos como o mesmo que conviveu com eles antes de sua morte. Inclusive, a Bíblia responde que Jesus fez refeições com eles após a ressurreição, indicando que não era de fato um espírito ou fantasma e sim um ser de carne e osso glorificado. Leia João 20:1-31, João 21:1-25 e Lucas 24:31-39.

Graça Maior - Édino Melo, . Disponível em: http://gracamaior.com.br/estudos/espiritismo/128-respostas-biblicas/reencarnacao-e-a-biblia/1016-a-negacao-da-identidade-pessoal.html. Acesso em 26 Maio 2017.